UFG

Perfil Institucional

A Universidade Federal de Goiás (UFG), é uma instituição pública federal de educação superior, com sede em Goiânia, capital do Estado de Goiás, e Regionais implantadas em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Goiás.

Missão

A UFG tem como missão produzir, sistematizar e socializar conhecimentos e saberes, formando profissionais e cidadãos comprometidos com o desenvolvimento da sociedade.

Princípios

A UFG desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão de forma indissociável. Seu funcionamento é disciplinado por seu Estatuto e Regimento Geral e norteia-se pelos princípios estabelecidos em seu Estatuto:

  1. Laicidade;
  2. Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão;
  3. Gratuidade do ensino, cuja manutenção é responsabilidade da União;
  4. Respeito à liberdade, à diversidade e ao pluralismo de ideias, sem discriminação de qualquer natureza;
  5. Universalidade do conhecimento e fomento à interdisciplinaridade;
  6. Defesa da qualidade de ensino, com orientação humanística e preparação para o exercício pleno da cidadania;
  7. Defesa da democratização da educação – no que concerne à qualidade, à gestão, à igualdade de oportunidade de acesso e condição para a permanência – e com a socialização de seus benefícios;
  8. Defesa da democracia, estímulo à cultura, à arte e ao desenvolvimento científico-tecnológico, socioeconômico e político do País;
  9. Defesa da paz, dos direitos humanos e do meio ambiente; e
  10. Diálogo e cooperação entre as regionais da UFG.

Finalidades

A UFG é uma instituição comprometida com a justiça social, os valores democráticos e o desenvolvimento sustentável e, consoante a sua Missão, tem por finalidade produzir, sistematizar e transmitir conhecimentos, ampliando e aprofundando a formação humanística, profissional, crítica e reflexiva: 

Para a consecução de suas finalidades, a UFG:

  1. Promoverá, por meio do ensino, da pesquisa e da extensão, todas as formas de conhecimento;
  2. Promoverá o ensino superior público com vistas à formação de cidadãos capacitados ao exercício do magistério e da investigação, bem como para os diferentes campos do trabalho e das atividades culturais, políticas e sociais; 
  3. Manterá ampla e diversificada interação com a sociedade por meio da articulação entre os diversos setores da Universidade e outras instituições públicas e privadas; 
  4. Constituir-se-á em fator de valorização e de divulgação da cultura nacional, em suas diferentes manifestações;
  5. Cooperará com os poderes públicos, com universidades e com outras instituições científicas, culturais e educacionais brasileiras e estrangeiras; e
  6. Desempenhará outras atividades na área de sua competência.

O Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia

O Centro de Educação Trabalho e Tecnologia (CETT) é um centro de pesquisa e extensão da Universidade Federal de Goiás que atua no desenvolvimento de soluções para o ensino e a gestão da Educação Profissional e Tecnológica (EPT). Foi criado para executar projetos relacionados à EPT em consonância com o que prevê o Plano de Desenvolvimento da UFG (2018-2022) quanto à cooperação com os poderes públicos, com universidades e com outras instituições científicas, culturais e educacionais brasileiras e estrangeiras.

Na parceria entre UFG e o estado de Goiás, o CETT/UFG atua como órgão de gestão, portanto, planejamento, organização, coordenação, integração e avaliação, das unidades de ensino de educação profissional e tecnológica de Goiás com as seguintes atribuições: 

  1. Elaboração de um Plano de Desenvolvimento e Gestão para o período de vigência do convênio (semelhante a um Plano de Desenvolvimento Institucional) com princípios, finalidades (objetos e metas), diretrizes institucionais; organização pedagógica e administrativa; apresentação de curtos ofertados; definição do quadro de profissionais administrativos e do magistério; unidades de ensino (características, contextos e infraestrutura); plano de ação; e mecanismos de avaliação;
  2. Estabelecimento de diretrizes para a gestão pedagógica, de currículo e gestão escolar:  construção e implementação de um projeto educativo comum, além do diagnóstico, planejamento, orientação e acompanhamento dos processos de gestão no interior das escolas;
  3. Desenvolvimento do quadro de profissionais: recrutamento, seleção, contratação, formação, regulamentação, credenciamento e avaliação dos profissionais;
  4. Diretrizes para inclusão e atendimento educacional dos estudantes considerados público-alvo da educação especial que são aqueles com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e com altas habilidades/superdotação.
  5. Regularização do funcionamento das escolas – acompanhamento, supervisão e avaliação das condições de funcionamento das escolas;
  6. Regularização dos atos pedagógicos e acompanhamento dos processos de solicitação de autorização de cursos junto ao Conselho Estadual de Educação; 
  7. Gestão de matrículas; realizar o chamamento público de matrículas; fazer a gestão e zelar pela regularidade do processo; acompanhamento das solicitações de abertura de turmas com base na demanda;
  8. Gestão do Sistema de Informações informatizado para apoio do trabalho administrativo e pedagógico como forma de conferir padronização, integridade, rastreabilidade e celeridade aos registros acadêmicos dos estudantes; permitir transparência e acesso aos dados; zelar pela segurança dos dados; permitir acompanhamento e avaliação do trabalho dos cursos, escolas e da rede de ensino; 
  9. Gestão documental: organização da produção, gerenciamento, manutenção e destinação de documentos.

cett logo

acesso